COOKIES:

Os Cookies ajudam-nos a proporcionar-lhe a melhor experiência possível ao visitar esta página.
Para saber mais, leia a nossa política de cookies . Compreendo, fechar esta mensagem.

150-hcps

ESTRUTURA DA COLUNA VERTEBRAL

A sua coluna vertebral liga o crânio à bacia, e é composta por 33 ossos, conhecidos como "vértebras". Estas vértebras estão agrupadas em quatro regiões distintas: região cervical, torácica, lombar e sagrada.

Cada osso está empilhado sobre outro, formando a coluna, e as vértebras das três regiões superiores da coluna possuem uma espécie de almofada entre elas, o denominado disco inter vertebral. Podemos pensar em cada um destes discos como sendo um "dónut", com um centro gelatinoso macio, envolvido por uma camada externa mais dura e áspera.

A sua coluna protege a medula espinal, um feixe de nervos e células de suporte que funcionam como via de circulação da informação entre o cérebro e o resto do corpo.

A coluna constitui uma parte fundamental do seu sistema nervoso central. Por isso, deve procurar o médico sempre que sinta dor em alguma zona da coluna.

QUANTAS PESSOAS SOFREM DE DOR NA COLUNA?

As evidências sugerem que até 80% das pessoas vão sofrer de dor lombar em algum momento da sua vida.Estima-se ainda que cerca de 23% dos adultos sofram atualmente de dor lombar com duração de pelo menos 3 meses, e que, portanto, pode ser considerada crónica.1 Não é de estranhar, já que são muitos os fatores do dia-a-dia que podem ter efeito ao nível da coluna. Por exemplo, fatores como o aumento de peso e até o calçado podem afetar a coluna. Existem muitas causas para a dor na coluna, e todas as pessoas com dor crónica na coluna devem consultar o médico.

TIPOS DE DOR LOMBAR

A dor na coluna é muito frequente, porém, em muitos casos, desconhece-se a causa exata.2 A dor na coluna pode ser mecânica ou inflamatória, e pode dever-se a diversas causas, como doenças infeciosas, doenças renais ou gastrointestinais, polimialgia reumática ou, raramente, tumores.2,3 Nesta página, iremos centrar-nos na dor mecânica e na dor inflamatória na coluna.

A maior parte das vezes, a dor lombar crónica é mecânica.4 Porém, a dor inflamatória na coluna afeta cerca de 3% das pessoas.Ambos os tipos de dor podem limitar as suas atividades do dia-a-dia, além de diminuírem a sua qualidade de vida devido ao impacto no sono, na capacidade para trabalhar e na sua vida pessoal.6

No entanto, dado que ambos os tipos de dor (mecânica e inflamatória) podem ter sintomas semelhantes, é difícil distingui-las sozinho. É por isso que é importante consultar um médico e saber descrever-lhe a sua dor. Esta informação irá ajudar o seu médico a fazer um diagnóstico e a tratar adequadamente a sua doença.6

Preencha o nosso Questionário de Sintomas de 5 perguntas para avaliar a possibilidade de sofrer de dor inflamatória na coluna, e saiba mais sobre como são diagnosticados os problemas na coluna.

PARTILHAR A PÁGINA
DOR NA COLUNA 
QUESTIONÁRIO DE SINTOMAS

Existem diferentes tipos de dor na coluna, e é importante descobrir o tipo de dor, para poder tratá-la corretamente. Caso sofra de dor na coluna há mais de 3 meses, deve completar o nosso Questionário de Sintomas, que irá ajudá-lo a si e ao seu médico a compreender a possibilidade de a sua dor ser de origem inflamatória.

REFERÊNCIAS

  1. Airaksinen O, et al. Chapter 4. European guidelines for the management of chronic nonspecific low back pain. Eur Spine J. 2006;15(Suppl. 2):S192–S300.
  2. Riksman JS, et al. Delineating inflammatory and mechanical sub-types of low back pain: a pilot survey of fifty low back pain patients in a chiropractic setting. Chiropr Man Therap. 2011;19(1):5–14.
  3. Atlas SJ, Devo RA. Evaluating and managing acute low back pain in the primary care setting. J Gen Intern Med. 2001;16:120-31.
  4. Cohen, Management of low back pain, Clinical Review, BMJ 2008;337:a2718 doi:10.1136/bmj.a2718
  5. Hamilton L, Macgregor A, Warmington V, et al. The prevalence of inflammatory back pain in a UK primary care population. Rheumatology (Oxford) 2014;53:161-4.
  6. National Ankylosing Spondylitis Society (NASS). Differentiating inflammatory and mechanical back pain. 2012.