COOKIES:

Os Cookies ajudam-nos a proporcionar-lhe a melhor experiência possível ao visitar esta página.
Para saber mais, leia a nossa política de cookies . Compreendo, fechar esta mensagem.

150-lady-and-baby

A dor inflamatória na coluna vertebral afeta cerca de 3% dos adultos.1 Este tipo de dor na coluna pode ser muitas vezes confundida com a dor mecânica na coluna.Existem diversas patologias que podem provocar dor inflamatória na coluna, algumas das quais difíceis de diagnosticar.2 Felizmente, nos últimos 10 anos, os avanços científicos facilitaram a identificação de algumas destas doenças pelos médicos, bem como o respetivo tratamento.3

A dor inflamatória na coluna pode afetar a sua vida de diversas formas.2 É importante trabalhar com o seu médico para perceber se a sua dor é de origem inflamatória, já que isto pode afetar a forma como a dor é gerida no futuro.2 O diagnóstico precoce também é importante, pois algumas causas da dor na coluna podem agravar-se com o passar do tempo.2

Embora possa considerar que o exercício ou os analgésicos comprados na farmácia aliviam alguns dos seus sintomas, continua a ser importante que consulte o seu médico, para obter um diagnóstico correto.

A sua dor na coluna pode dever-se a uma inflamação? Complete o Questionário de Sintomas e descubra.

CARACTERÍSTICAS DA DOR NA COLUNA VERTEBRAL INFLAMATÓRIA 2,3

A dor inflamatória na coluna pode apresentar determinadas características que a distinguem de outros tipos de dor na coluna vertebral, mais concretamente da dor mecânica na coluna. Características da dor inflamatória na coluna vertebral:

  • Início em idade jovem, normalmente observado em pessoas com menos de 40 anos de idade
  • Agravamento gradual da dor
  • Os sintomas da dor lombar melhoram com o exercício
  • A dor não melhora com o repouso
  • Dor durante a noite, levando muitas vezes a pessoa a acordar na segunda metade da noite
  • Rigidez matinal  com duração superior a 30 minutos
  • Dor prolonga-se por mais de 3 meses
  • Dor glútea (região das nádegas) alternante

O QUE PROVOCA A DOR INFLAMATÓRIA NA COLUNA VERTEBRAL?

A dor inflamatória na coluna pode ser provocada por algumas doenças autoimunes.4 Algumas destas doenças autoimunes intimamente ligadas à dor na coluna vertebral são: Espondilite Anquilosante (EA), Espondilartrite Axial Sem Evidência Radiográfica de EA, Artrite Psoriática e Artrite Reativa.

É importante que a dor inflamatória na coluna vertebral seja reconhecida e diagnosticada, de forma a ser devidamente tratada.

DOENÇAS AUTOIMUNES ASSOCIADAS À DOR INFLAMATÓRIA NA COLUNA

Uma doença autoimune ocorre quando o organismo se ataca a si próprio e aos próprios tecidos saudáveis.4 Existem diversas doenças autoimunes, algumas delas intimamente ligadas à dor inflamatória na coluna.4

A Espondiloartrite Axial é um termo geral que inclui duas doenças que podem manifestar-se por dor inflamatória na coluna: a Espondilite Anquilosante e a Espondilartrite Axial Sem Evidência Radiográfica de EA.5

  • Espondilite Anquilosante – é uma forma de artrite inflamatória em que as articulações da coluna estão envolvidas, conduzindo frequentemente a rigidez e dor lombar. As lesões provocadas por esta doença na coluna e nas articulações que fazem a ligação entre a coluna vertebral e a bacia podem ser observadas através de radiografias.6
  • Por vezes, os doentes podem sentir dor e limitação nos movimentos, apesar de os médicos não conseguirem detetar qualquer inflamação na radiografia. 6 Na Espondilartrite Axial Sem Evidência Radiográfica de EA é necessário recorrer a formas mais avançadas de observação das articulações, como a Ressonância Magnética Nuclear (RMN).6 A Espondilite Anquilosante e a Espondilartrite Axial Sem Evidência Radiográfica de EA têm muitos sintomas em comum.6

Outras artropatias inflamatórias – algumas doenças articulares que provocam dor inflamatória na coluna vertebral  podem ter origem em diversas zonas do corpo. Estas doenças articulares inflamatórias podem envolver a pele (Artrite Psoriática),7 os olhos ou o aparelho urinário (Artrite Reativa),8 o intestino (Artrite Enteropática)9 ou as articulações (Artrite Reumatóide).10

Embora os sintomas destas doenças incluam mais frequentemente dor e tumefação (edema) das articulações ou tecidos envolvidos, em muitas pessoas, podem também provocar dor inflamatória na coluna vertebral.9

Não existe um teste simples para a maioria destas doenças. Para ajudar ao seu diagnóstico, o médico pode realizar  exames físicos, pedir uma RMN e/ou análises ao sangue, para detetar marcadores genéticos.

PARTILHAR A PÁGINA
DOR NA COLUNA 
QUESTIONÁRIO DE SINTOMAS

Existem diferentes tipos de dor na coluna, e é importante descobrir o tipo de dor, para poder tratá-la corretamente. Caso sofra de dor na coluna há mais de 3 meses, deve completar o nosso Questionário de Sintomas, que irá ajudá-lo a si e ao seu médico a compreender a possibilidade de a sua dor ser de origem inflamatória.

REFERÊNCIAS

  1. Hamilton L, Macgregor A, Warmington V, et al. The prevalence of inflammatory back pain in a UK primary care population. Rheumatology (Oxford) 2014;53:161-4.
  2. National Ankylosing Spondylitis Society (NASS). Differentiating inflammatory and mechanical back pain. 2012.
  3. Sieper J, et al. The Assessment of SpondyloArthritis International Society (ASAS) handbook: a guide to assess spondyloarthritis. Ann Rheum Dis. 2009;68:ii1–ii44.
  4. Lettre G, et al., Autoimmune diseases: insights from genome-wide association studies, Human Molecular Genetics, 2008, Vol. 17, Review Issue 2 R116–R121 doi:10.1093/hmg/ddn246
  5. Lipton S, et al., The New ASAS Classification Criteria for Axial and Peripheral Spondyloarthritis, Int J Clin Rheumatol. 2012; 7(6):675-682.
  6. Rudwaleit M, van der Heijde D, Landewe R, et al. The development of Assessment of SpondyloArthritis international Society classification criteria for axial spondyloarthritis. Part II: Validation and final selection. Ann Rheum Dis. 2009;68:777–783.
  7. Gladman DD, Antoni C, Mease P, Clegg DO, Nash P. Psoriatic arthritis: epidemiology, clinical features, course, and outcome. Ann Rheum Dis. 2005;64(Suppl II):ii14-7.
  8. Agarwal MP, Giri S, Sharma V, Bhardwaj G. Concurrent reactive arthritis and myelitis - a case report. Int Arch Med. 2009;2:17.
  9. Kiratiseavee S, Brent LH. Spondyloarthropathies: using presentation to make the diagnosis. Cleve Clin J Med. 2004;71:184-206.
  10. Aletaha D, Neogi T, Silman AJ, et al. 2010 Rheumatoid arthritis classification criteria: an American College of Rheumatology/European League Against Rheumatism collaborative initiative. Arthritis Rheum. 2010;62:2569-81.