COOKIES:

Os Cookies ajudam-nos a proporcionar-lhe a melhor experiência possível ao visitar esta página.
Para saber mais, leia a nossa política de cookies . Compreendo, fechar esta mensagem.

150-casual-female-in-red

Caso tenha dor inflamatória na coluna, fazer algumas alterações no estilo de vida pode aliviar uma parte do desconforto sentido diariamente. Estas pequenas alterações podem ajudar a aliviar uma parte da frustração que pode afetá-lo. Apesar de algumas das sugestões poderem aplicar-se à dor mecânica na coluna de curta ou longa duração, esta secção foi sobretudo concebida para ajudar pessoas com dor inflamatória na coluna.

DIA-A-DIA

Dormir, conduzir e fazer compras são apenas algumas das atividades quotidianas que costumamos tomar como certas. Caso sofra de dor inflamatória na coluna, eis algumas dicas de como poderá minimizar o impacto sobre as suas atividades do dia-a-dia:

  • Se fizer viagens longas de carro, planeie paragens regulares, para caminhar e esticar as pernas
  • Experimente fazer as compras de supermercado pela Internet, para evitar ter de carregar sacos pesados
  • Fale com o seu fisioterapeuta ou médico para sugestões simples de alongamentos e diferentes apoios lombares

NO TRABALHO

O local de trabalho é um sítio onde habitualmente a dor lombar o afeta mais. Tenha em conta as seguintes sugestões para diminuir os problemas no local de trabalho:

  •  Informe as pessoas – colegas de trabalho, o diretor de Recursos Humanos, o sindicato e/ou a entidade patronal. A entidade patronal pode disponibilizar algumas opções de serviços ou assistência de saúde
  • Se possível, ajuste o horário laboral ou trabalhe a partir de casa
  • Solicite uma avaliação ao posto de trabalho, caso detete problemas específicos relacionados com o seu posto de trabalho
  • Verifique o equipamento e certifique-se de que é seguro e adequado para o seu problema de saúde
  • Informe-se sobre quaisquer apoios a que tenha direito

Passar grande parte do dia sentado a uma secretária pode causar rigidez dor na coluna. Levantar-se regularmente, caminhar e alongar os músculos pode ajudar, já que pode aliviar uma parte da dor e do desconforto sentidos durante o dia. Sempre que possível, levante-se – por exemplo quando atender um telefonema.

PRÁTICA REGULAR DE EXERCÍCIO

Embora não seja uma cura, a prática regular de exercício físico poderá ajudar a aliviar alguma da dor associada a determinadas patologias inflamatórias. Alguns tipos de exercício físico podem ser-lhe mais benéficos do que outros. Assim, deverá discutir com o seu médico qual o tipo de exercício físico mais adequado para o seu problema.

VIAJAR

As viagens podem implicar algum planeamento, e caso sofra de dor  inflamatória na coluna vertebral, poderá ter de fazer algumas adaptações. Eis alguns aspetos a considerar para tornar a sua viagem mais agradável:

  • Se viajar de avião ou fizer viagens longas de autocarro ou comboio, peça ao seu médico assistente ou fisioterapeuta que lhe indique alguns exercícios que possa realizar sentado
  • Se possível, durante a viagem, levante-se regularmente para alongar e caminhar um pouco
  • Leve sempre consigo receitas para qualquer medicação que esteja a fazer
  • Pode também solicitar ao seu médico assistente uma carta onde explique formalmente que medicação está a tomar e para que serve

Projeto ASleep

O projeto ASleep é uma parceria entre a AbbVie e os Thema Hotels & Resorts, com a chancela da Associação Nacional de Espondilite Anquilosante (ANEA). 

O ASleep visa preparar os 10 hotéis do grupo com as condições necessárias para receber pessoas que sofrem de doenças diretamente relacionadas com a dor inflamatória na coluna, como a Espondilite Anquilosante, através da disponibilização de almofadas anatómicas.

PARTILHAR A PÁGINA
DOR NA COLUNA
QUESTIONÁRIO DE SINTOMAS​

Existem diferentes tipos de dor na coluna, e é importante descobrir o tipo de dor, para poder tratá-la corretamente. Caso sofra de dor na coluna há mais de 3 meses, deve completar o nosso Questionário de Sintomas, que irá ajudá-lo a si e ao seu médico a avaliar a possibilidade de a sua dor ser de origem inflamatória.